Viajar com Drone

September 11, 2019

O Drone tem se tornado uma febre entre as pessoas que gostam de fazer imagens e vídeos de ângulos diferentes. Principalmente os criadores de conteúdo. Eu mesmo resolvi investir em um para dar um upgrade nos meus conteúdos, e foi aonde eu comecei a pesquisar se seria simplesmente comprar e sair voando o bichinho em qualquer lugar que eu fosse, como se não houvesse amanhã. 

 

 O que é muito importante saber é que nem todos os países aceitam a entrada de turistas com esse equipamento, e você pode ter ele confiscado permanentemente. Sim!!! Você não terá nem chance de recuperar o seu drone caso ele fique retido em algum país. 

 

Ainda no Brasil

 

Independente de você ter adquirido seu drone dentro ou fora do Brasil, o primeiro passo que obrigatoriamente vai ter que seguir, é regularizar ele, realizando o cadastro do equipamento no site da ANAC e da Anatel. 

São sim burocracias, mas fáceis de resolver e sem custo algum, você só vai precisar inserir seus dados e os dados do drone nos cadastros, e pronto... em solo tupiniquim não terá que temer seu brinquedinho ser apreendido (salvo situações que você faça mal uso dele, como ameaçar a segurança de pessoas com rasantes, claro!) 

 

Abaixo estão os links onde você realiza ambos os cadastros que eu mencionei: 

 

Cadastro na ANAC

Note que para esse cadastro você terá que inserir uma foto do seu Drone, mostrando alguma parte específica dele. Mas no momento do upload o sistema vai te indicar exatamente o que é! 

 

Cadastro na Anatel

Tão importante quanto o da ANAC, mas para o governo ter o controle caso haja algum problema de interferência de sinais de satélites. 

 

Feito isso, o seu Drone está homologado para voar pelo território nacional. 

Viajando para fora

 

Cada país tem suas regras e aceita o uso do drone de uma maneira diferente, por isso esse post não tem como mencionar absolutamente todos, tendo em vista que viraria uma enciclopédia. 

 

Para facilitar para todos nós, e servir como base de pesquisa que vai nos ajudar no momento de programar a viagem, o blogueiro Anil Polat disponibilizou um mapa mundi com a relação de regras de todos os países: 

Países com ícone Verde – O uso é permitido sem grandes restrições.
Países com ícone Amarelo – O uso é limitado ou o país exige registros burocráticos prévios à viagem.
Países com ícone Vermelho – O uso  é proibido ou conta com restrições e punições rigorosas.
Países com ícone Cinza – Sem leis estabelecidas e aplicáveis para os drones (UAV).

 

*note que nos Estados Unidos, você vê ícones de várias cores, pois cada Estado tem as suas legislações e regras, portanto é importante ficar atento! E mesmo nos lugares que aparece como permitido, você precisa pesquisar as zonas que está liberado o uso de drone dentro daquela cidade. Para isso consulte o site Airmap que vai te mostrar todas as áreas que para eles são de "recreação para drones"

 

Esse mapa vai ajudar pra você bater o olho e ver se tem que se preocupar ou não, mas o site Drone Regulations vai te dar todas as informações de maneira interativa e mais fácil de pesquisar! 

 

Independente das regras do país, há alguns cuidados básicos que se você seguir, já vai evitar um estresse imediato ao voar seu drone, em qualquer lugar do mundo: 

 

- Voar em distância inferior a 5 km de aeroportos 

- Voar nas proximidades de áreas militares 

- Voar acima de 120 metros de altura

- Não invadir a privacidade das pessoas

- Não ameaçar a segurança de pessoas ou animais nas manobras

- Evitar sobrevoar aglomerações de pessoas

- Tomar cuidado para que o drone sempre esteja visível durante o voo 

No Avião

 

Algumas cias aéreas vão seguir exatamente a regra do país que estão operando naquele embarque, mas há as que dispõem das suas próprias regras também. 

 

Contanto que você não esteja carregando um drone do tamanho de um helicóptero praticamente de tão grande, vai poder sim transportar ele na sua bagagem de mão. Até porque estamos falando de um bem valoroso que para o dono deve ser tão bem cuidado quanto um notebook ou qualquer outro objeto que você só de pensar em despachar, já se apavora! 

 

Até porque o que mais preocupa as aéreas, são problemas que as baterias possam causar nos voos. O drone em si é inofensivo. 

Sempre consulte a sua cia aérea antes mesmo de sair para o aeroporto. Eles vão passar para você a especificação de bateria e potência que é permitida na aeronave que você vai viajar, e você compara com a que tem. Se for igual ou inferior, sucesso! Vai poder embarcar sem preocupações. 

 

Na dúvida, já comece a consulta falando: 

"Estou levando uma bateria de drone com a do tipo tal (ex: lítio) e potência tal. Vou poder carregar comigo? "

 

E como última precaução, independente da potencia da bateria, as que você resolver levar como extra fora do drone, precisam ter as partes que entram em contato com o aparelho conduzindo a energia, isoladas. É só cobrir com algum tipo de fita e guardar em um case ou estojo separado, que não vai ter drama! 

*Lembrando que é regra básica de absolutamente TODAS AS AÉREAS a proibição de despacho de baterias! Logo, se não quer sua bagagem violada e dar por perdidas as suas baterias extras, leve elas na mochila ou mala de mão mesmo! - Obviamente, respeitando as normas e passos que citei acima. 

 

A última e valiosa dica desse post é a de se caso você vá para um destino cuja entrada do seu drone está liberada, e o seu voo tem conexão em um país que não é permitido. Consulte a cia aérea se seu equipamento corre o risco de ficar retido no aeroporto da conexão. Eles com certeza terão essa informação com exatidão. Pois em alguns casos, eles apreendem sim, mas em outros, por se tratar apenas de trânsito e o passageiro nem passar pela área de imigração, não vão encrencar! 

Por exemplo os voos da Air Royal Maroc que param no Marrocos (país que não permite a entrada de drones), e geralmente seguem para cidades da Europa, em muitos voos que saem do Brasil. 

Não sou o perito desse assunto, e essas regras vão se ajustando de país para país. Por isso quem vai te dar com exatidão a informação da conexão sempre será a sua cia aérea! 

 

Todas essas regras podem parecer desestimulantes tanto para levar o drone em viagens, quanto até mesmo para adquirir um nos casos de quem ainda está considerando a hipótese. Mas o resultado das fotos e vídeos totalmente diferenciados que você vai conseguir fazer, valem pelo menos a consulta para entender se vai dar ou não para levar seu drone para onde estiver indo. 

 

Caso queiram complementar algo nos comentários, ou tirar dúvidas, será ótimo criarmos um fórum sobre esse assunto! 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Você também pode gostar:

O que não passa no Raio X do aeroporto?

November 7, 2019

O que fazer em Londres - £ COM PREÇOS £

October 30, 2019

1/2
Please reload

Sobre Mim

✈ World Traveler

♉ Taurino - Nascido em 1988

 English, Spanish and Portuguese spoken

📍São Paulo - Brasil

🐶😺 Amo animais

 

Leia Mais

12924473_1124827837567708_11127484166396

© Pra onde ir agora?